segunda-feira, maio 14, 2007

Barrado nos EUA

Li hoje no NYT e depois na Wired. Andrew Feldmar um psicoterapeuta canadense, foi barrado na fronteira dos EUA, com o Canadá, segundo relato do próprio Feldman, o oficial de fronteira disse que ele estava proibido de entrar nos EUA, pelo fato de ter admitido o uso de LCD a cerca de 40 anos atrás.

Segundo explicação de Mike Milne, porta voz do departamento de fronteiras dos EUA, "Pessoas com AIDS, Tuberculose, Doenças Infecciosas, são inadmissíveis", "Qualquer pessoa que se determine foi ou é usuária de drogas é inadmissível".

Para ter acesso a esta informação os oficiais de fronteira googlaram o nome de Feldman e encontraram o relato dele.

Bem absurdo é pouco. Por outro lado coisas assim vão se tornar cada vez mais comuns, lembre-se a Internet é publica, constrói mas também ajuda a demolir. O grande lance é o cruzamento de informações, de pegar um banco de dados e cruzar com outro, dai resultam coisas boas e coisas e também coisas ruins.

Um comentário:

[caiocesar] disse...

Vixe Maria, hein???

Nada de errado, afinal, são informações públicas, mas.... sei lá, né?
Qual é o critério disso, meu deus! :-)

Abração, cara!

Caio