sábado, julho 08, 2006

Falta de capacidade ou opinião paga?

Comprei a revista Pequenas Empresas Grandes Negócios, quando fazia compras no mercado hoje. Na chamada de capa, uma nota sobre o Linux, pela chamada esperava encontrar uma matéria critica, que acrescenta-se algo ao debate e que de certa forma direciona-se um faixo de luz sobre a percepção de uso do Linux em empresas (especificamente desktops)

Na verdade não encontrei nada disso, o que li foi uma matéria superficial e tendenciosa. Repleta de afirmações que distorcem a realidade, cheia de erros (inclusive de produção de fotografia -- Veja que o cara que veste a mascara de Bill Gates esta sem aliança, Bill é casado com Mellinda Gates e tem dois ou três filhos).

A matéria começa daquele jeito... Jogando a Microsoft contra o Linux, algo meio sem sentido quando se acompanha de perto os últimos passos da empresa de Redmond, -Silvio Meira- ou Br-Linux. Ai cita algumas estatísticas que precisam ser verificadas, dadas o empenho que elas tem em provar que o Windows é o mais usado e tal.

Fala sobre um caso de implantação mal resolvida de OpenOffice, sem falar qual a versão, nem cita nada sobre treinamento do pessoal da empresa (Aço Tubo), que usava o OO. Especificamente, fala sobre os problemas de compatibilidade de arquivos, onde os funcionários/usuários desta empresa, não estavam conseguindo acessar determinados tipos de arquivos trocados com o exterior (da empresa) e que o exterior (da empresa), também estavam tendo problemas para acessar arquivos gerados pelo OO. Nada que uma configuração do Menu Ferramentas ->Opções -> Carregar/Salvar, não defina a compatibilidade

Em determinado ponto da matéria cita uma estátistica que diz que o Linux é usado em poucos servidores pelo mundo afora (esqueceram de contar a internet). Mas quando se olhas as fontes da reportagem, quase todas são Yankee Group.

Tem o depoimento do diretor desta empresa, para dar a veracidade e reverbação e tal. Um outro caso citado fala sobre uma empresa - na figura do seu diretor - que trabalha com animações gráficas, que diz que optou pelo MAC OS X, porque no Linux, não tinha ferramentas necessárias (software), para fazer animação (bem acho que ele precisa conhecer alguns cases de sucesso, BlueSky - Ice Age 1 e 2, Pixar, Disney, ILM, Dream Works Animation/PDI, Weta Digital), para quem quiser saber mais vale a pena ler o ótimo artigo publicado a respeito na PC magazine Brasil # 11 - Hollywood Digital Como a tecnologia esta mudando o Cinema-, artigo não disponível On-line

Fala sobre inércia, como se fosse uma carecteristica a ser estimulada, não prejudicial, como se todos os usuários e funcionários, conhecessem profundamente todas as funções do Windows e do Microsoft Office (faça com que o Windows, apresente uma mensagem fora do feijão com arroz, para ver como seus usuários reagem...)


Tem chamadas no texto, como esta "A preferência pelo Windows não resulta do poder econômico do fabricante", afirma em um Box de texto que foram xiitas, ultra-radicais do movimento Software Livre, - Na matéria é tudo Linux- que jogaram torta na cara do Bill Gates há alguns anos atrás - Eu pessoalmente não concordo com atos de violencia como este praticado contra o BG.

Enfim a matéria é muito ruim e merece ser debatida e que os erros sejam esclarecidos e expostos, a revista por ter uma ligação com o Programa de TV "Pequenas Empresas, Grandes Negócios", apresentado aos domingos na Rede Globo, pode ter as informações erradas amplificadas.

A Matéria foi escrita pela jornalista chamada Viviane Maia (procurei o perfil dela no Orkut e acho que é este (http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=16798109633657129151), mandei uma mensagem pedindo para esta pessoa confirmar se foi ela que escreveu. Dei uma pesquisada básica e rápida no perfil dela e das comunidades, ela parece ser bem informada, participa inclusive de uma comunidade chamada - Jornalistas de tecnlogia-, e amiga do CAT, colunista do Caderno Info, do Jornal o Globo, enfim me pareceu ser uma pessoa inteligente e boa jornalista.

Escrevo sobre este fato, por pensar que a reposta deve ser dada com foco no assunto, não partir para o lado pessoal, que acho que alguns membros da comunidade possam querer.

Fico sem entender por que de um artigo tão ruim, prefiro pensar que não tem grana envolvida na historia a ponto dela como pessoa capacitada e inteligente aceitar escrever uma matéria, tão tendenciosa. Prefiro o direito da duvida. Que tudo se resolva com informação imparcial e com clareza.

Por outro lado conforme continuei lendo a revista fui achando outros erros, aquele tipo de sensação de desgosto vai crescendo e derrepente, comecei a achar que o pessoal da editora, não estava tomando os devidos cuidados a ponto de entregar um produto, a revista com qualidade. Numa seção com cara de "Os melhores pré releases", fala sobre gabinetes de computadores, fica obvio a falta total de intimidade com o assim quando num box de texto que descreve um gabinete da Asus, chamado Vento 3600, afirma "O gabinete colorido é encaixado sobre o gabinete original do micro".

Bem é isso, ao teclado, avante com as respostas.







9 comentários:

allangood disse...

Olá amigo, pois é, é triste que no nosso mundo, principalmente no Brasil as pessoas se vendam assim. O lobby da M$ é muito forte e a Globo é fã de carteirinha deles, esse fato é mais que consumado!
Só nos resta continuar esclarecendo as mentiras que eles pregam, como você está fazendo.

Até mais.

Filipe Batista (Lipse) disse...

Olá Eduardo,

Gostei muito do seu comentário sobre o assunto. Meus parabéns.

Gostaria de saber se tem como vc escanear essa matéria e postar num desses sites de hospedagem de imagens?

Obrigado.

Abraço.

Anônimo disse...

O pessoal da comunidade deve estar feliz.. =\
a gente faz tanto pelo software livre, ajuda e talz.. e pra que? vem uma pessoa desinformada e fode tudo. muita gente nao vai ler esse blog, mas muita gente (muita mesmo! ) vai ler a revista. os caras podem controlar a opniao das pessoas. isso é foda! nao sei nem o que dizer.. estou revoltado!

[]'s

Rodrigo Moglia disse...

Vou correr atraz da revista nas bancas segunda feira, espero contribuir com um direito de resposta.

Não sou tarado por um sistema operacional especifico, mais realmente é tendencioso dizer que GNU/Linux nãio esta pronto para o desktop.

Isso vai depender de uma série de fatores, e do que realmente o usuário deseja, então vejamos, quantos exemplos de desktop coorporativo temos com linux, Lojas Renner, IBM em peso, e vários outros cases. Quem não instala um Kubuntu hoje com um mínimo de conhecimento, chega a ser mais fácil que o windows basta bootar do cd se não tiver nada na máquina é super simples.

Esta materia merece uma resposta e pressão em quem escreveu para verificar e aferir todas as informações um jornalista deve ser neutro, caso a jornalista que escreveu não responda fica provada que a matéria e comprada.

Lembramos que devemos agir com educação e respeito e contestar as fontes utilizadas pela jornalista como referencia.

Anônimo disse...

Não creio que seja desinformação ou ignorância. O texto é metodicamente escrito para detratar o Linux e endeusar a Microsoft. Seria melhor se estivesse como informe publicitário, não pegaria tão mal à PEGN. Pensando bem, talvez a Microsoft tenha feito um grande negócio com eles.

Anônimo disse...

Não creio que seja desinformação ou ignorância. O texto é metodicamente escrito para detratar o Linux e endeusar a Microsoft. Seria melhor se estivesse como informe publicitário, não pegaria tão mal à PEGN. Pensando bem, talvez a Microsoft tenha feito um grande negócio com eles.

Getulio disse...

Para quem nao sabe a Microsoft e a Peq.Empresas Gds. Negs. SÃO PARCEIRAS.
Eles tem palestras em conjunto, no prédio da Microsoft e em outros Locais.
Lançaram em conjunto o Extreme MakeOver, um programa semelhante ha um realit show.
Acredita-se assim que a PEGN não poderia ser rival da Microsoft, mas sim o Linux.

Reginaldo disse...

Ol'a eduardo! Obrigado pelos esclarecimentos, eu realmente tenho em mente em conhecer o Linux e fiquei curioso quanto a reportagem da revista. Mas o que voce coloca tem muito sentido e temos que avaliar o que se e' publicado. Grato por seus esclarecimentos,
Reginaldo - Tokyo

Segurança online disse...

Não sei a razão de vc defender um sistema mal acabado como o Linux.
Definitivamente - e digo isso sendo um usuário avançado no Windows - ele não está pronto pro desktop. A começar pela necessidade do usuário sempre depender de linhas de comando. Em alguns casos existem gráficos, mas na maioria das vezes, não.
A ajuda que se recebe tanto em fóruns da internet como em how tos, normalmente usam a didática do "digite isso, digite aquilo".

Outro ponto que merece destaque é a inexistência de programas equivalentes. Photoshop, Dreamweaver são exemplos. Gimp é uma piada.

Já na facilidade de uso geral, sem dúvida o Windows é o mais intuitivo, entre tantas outras qualidades.
Mas, pra não me estender demais, finalizo lembrando que a Microsoft foi a primeira empresa que levou a informática aos usuários domésticos.